Candidatos à Ordem dos Arquitectos prometem combater a precariedade e valorizar a profissão

Mais de 26 mil arquitectos vão eleger os seus representantes aos órgãos nacionais e regionais para o triénio 2020-2022. As eleições decorrerão entre 17 e 26 de Junho. Há quatro listas candidatas às eleições para os órgãos nacionais e regionais Norte, Centro, Lisboa e Vale do Tejo, Alentejo, Algarve, Região Autónoma da Madeira e Região Autónoma dos Açores. A Lista A promete ser “Uma Ordem presente” e é liderada por Daniel Fortuna do Couto, atual número dois da direção de José Manuel Pedreirinho. Para a Lista B “A Ordem és Tu” e a ideia-chave é “viabilizar a profissão economicamente”. Gonçalo Byrne é o líder da  Lista C, cujo lema é: “Isso só lá vai com todos”. O líder da Lista C opõe-se ao que considera serem as “listas divisionistas” saídas dos atuais órgãos sociais da OA, defendendo uma estratégia de “abertura” e de “diálogo”. O objetivo é combater a “precariedade” e o que chama de “gradual apagamento do papel da arquitetura” na sociedade, reclamando espaço “no planeamento do território, no planeamento urbano, na própria gestão da cidade”. Por sua vez, a Lista D, liderada por Célia Gomes, tem na base um coletivo com três anos que reclama da OA mais visibilidade no espaço público e “uma atitude mais proativa” na resolução dos problemas da profissão.

No Algarve estão inscritos na Ordem dos Arquitectos cerca de 980 arquitectos, sendo que cerca de 800 encontram-se no activo.

A Rádio Lagoa está a realizar uma série de entrevistas aos candidatos das diversas listas pelo Algarve.

No dia 12 de Junho estaremos à conversa, entre as 19h00 e as 19h30, com o arquitecto Luís Matos, pela lista A.

No dia 13 de Junho não perca a entrevista ao arquitecto Ricardo Camacho, pela Lista C, entre as 18h00 e as 18h30.

No dia 14 de Junho finalizamos este conjunto de entrevistas, a partir das 18h00, com o candidato pela Lista D, o arquitecto José Nascimento.

 

 

Author Avatar

About Author

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.