Lagoa reforça testagem à população para despiste da SARS-CoV-2

Abre já amanhã, no recinto do Parque de Feira de Artesanato, Turismo, Agricultura, Comércio e Indústria de Lagoa (FATACIL), o Centro de Testagem, gratuito para a população, que permite realizar um teste por semana, por marcação prévia e que vem assim reforçar a testagem no concelho. O centro, numa fase inicial, estará aberto apenas sextas-feiras à tarde e poderá, em caso de necessidade, vir a ter um período mais alargado de atendimento à população.

Para além do centro de testagem acima referido, o Município de Lagoa prepara-se para prolongar, por mais 6 meses, o protocolo que tem com a Associação Nacional de Farmácias que permitirá à população residente no concelho de Lagoa e aos funcionários do Município continuarem a realizar dois testes gratuitos nas farmácias aderentes (Farmácia Lagoa, Farmácia Maceta e Farmácia Ferragudo).

Neste momento o concelho de Lagoa já conta com reforço de testagem à comunidade escolar, através da realização de testes rápidos, por parte de Cruz Vermelha, no Centro de Testagem situado nas instalações do antigo hospital de Lagoa, que permite não sobrecarregar o Sistema Nacional de Saúde, cada vez que há um caso positivo numa das turmas do concelho de Lagoa.

Recorde-se que é, também, nas instalações do antigo hospital de Lagoa que decorre a testagem à população, através do Sistema Nacional de Saúde, com a realização de testes PCR, sempre que um cidadão Lagoense é convocado para a realização do mesmo por ter tido um contato de risco ou por suspeitas de contaminação.

O Município de Lagoa informa que para além destes meios de testagem disponíveis no concelho, qualquer cidadão poderá efetuar 4 testes gratuitos através do regime excecional de comparticipação de testes do Ministério da Saúde, nas farmácias aderentes. O concelho de Lagoa tem como farmácias aderentes a Farmácia Maceta, na cidade de Lagoa, e a Farmácia Porches.

Para o presidente da Câmara Municipal de Lagoa, Luís Encarnação “era de extrema importância reforçar a testagem no concelho, numa altura em que as nossas crianças e jovens vão regressar às aulas e que vai terminar o período de contenção decretado pelo governo. Temos que unir esforços para mitigar os efeitos da pandemia para prepararmos o período de época alta e salvaguardarmos a nossa economia”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.