Historial do Convento de S.José

  • Written On 07.12.2014
  • In Category O concelho
  • 668 Views

Histórial
Fundado entre 1710 e 1713, o Convento de São José fica situado na cidade de Lagoa (Algarve). Durante muitos anos foi um espaço orientado por uma ordem de freiras mendicantes, as religiosas Carmelitas, as quais recolhiam crianças do sexo feminino que tinham sido abandonadas e passavam a fomentar a sua educação.
Em 1834, o Governo advindo do liberalismo, de espírito jacobino importado de França, decretou a extinção das ordens religiosas e dos conventos. Apesar disso, o Convento de São José continuou a funcionar como espaço de recolhimento para crianças, certamente sob o enquadramento institucional de uma Associação de Meninas Pobres.

O claustro
O torre-miradouro
Decorridos alguns anos, com a normalização das relações entre a Igreja e o Estado, o Convento de São José voltou a funcionar, mas desta vez como colégio orientado por monjas Dominicanas, depois de uma recuperação conveniente. Em 1876, as monjas dominicanas tomaram posse do edifício. As religiosas da Ordem Terceira de São Domingos davam-se a trabalhos de catequese, enfermagem, educação e ensino.
A presença da Ordem do Carmo manteve-se no concelho de Lagoa, mas cingindo-se, desde então, apenas ao Convento de Nossa Senhora do Carmo.
Na actualidade, o Convento de São José trata-se de um monumento utilizado como sala-museu e auditório multiusos. Apesar de construído no século XVIII, no seu jardim ergue-se, também nos dias de hoje, um menir proveniente da região de Porches, com origem algures entre 5000 a 4000 a.C.
O Convento sofreu alterações posteriores à sua construção inicial e possui, hoje, uma bonita capela com altares em talha, uma imagem de São José com o Menino Jesus (do século XVIII) e uma torre-miradouro com um arco sobre a rua.
À entrada do Convento de São José destaca-se a interessante “roda dos expostos”, local outrora destinado a receber as crianças abandonadas.

Author Avatar

About Author

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.