46ª Volta ao Algarve vai para a estrada de 19 a 23 de Fevereiro

A 46.ª Volta ao Algarve Cofidis vai rolar na estrada entre 19 e 23 de fevereiro e será disputada por alguns dos melhores e mais mediáticos ciclistas do mundo, podendo ser vista em 83 países, através da transmissão televisiva em direto. A corrida, em 2020 promovida à categoria UCI ProSeries, terá um pelotão de 175 corredores, em representação de 25 equipas. Doze dos coletivos participantes são do WorldTour, a liga dos campeões do ciclismo mundial. Cinco conjuntos são ProTeam, estando também reservadas oito vagas para equipas continentais portuguesas.

Em ano de Jogos Olímpicos, estão na corrida os campeões olímpicos de estrada, Greg van Avermaet (CCC Team), e de omnium (ciclismo de pista), Elia Viviani (Cofidis), também campeão europeu de estrada. Vão ainda pedalar na Volta ao Algarve o campeão do mundo de contrarrelógio, Rohan Dennis (Team INEOS), e o campeão da Europa da mesma disciplina, Remco Evenepoel (Deceuninck-Quick-Step), o campeão mundial de ciclocrosse e uma das figuras das clássicas na estrada, Mathieu van der Poel (Alpecin-Fenix), o tricampeão mundial de contrarrelógio em sub-23, Mikkel Bjerg (UAE Team Emirates), o campeão mundial de madison (ciclismo de pista) Roger Kluge (Lotto Soudal), além de três homens que já foram campeões mundiais de estrada, Michal Kwiatkowski (Team INEOS), Philippe Gilbert (Lotto Soudal) e o português Rui Costa (UAE Team Emirates), que regressa a esta corrida na qual não competia desde 2014.

A lista de inscritos inclui ainda Vincenzo Nibali (Trek-Segafredo), um dos dois únicos ciclistas em atividade que já conquistaram as três grandes voltas por etapas, assim como o vencedor do Tour de France em 2018 e da Volta ao Algarve em 2015 e 2016, Geraint Thomas (Team INEOS). Outros especialistas em provas por etapas de quem se esperam bons desempenhos na corrida portuguesa são Bauke Mollema (Trek-Segafredo), Daniel Martin (Israel Start-Up Nation), Maximilian Schachmann (Bora-hansgrohe), Miguel Ángel López (Astana Pro Team) e Tim Wellens (Lotto Soudal).

A Volta ao Algarve vai ainda receber sprinters com provas dadas, como o ciclista em atividade com maior número de vitórias na carreira, André Greipel (Israel Start-Up Nation), Alexander Kristoff (UAE Team Emirates), Cees Bol (Team Sunweb), Danny van Poppel (Circus-Wanty Gobert), Fabio Jakobsen (Deceuninck-Quick-Step), Jasper Styuven (Trek-Segafredo), John Degenkolb (Lotto Soudal) ou Matteo Trentin (CCC Team).

A prova Granfondo da Volta ao Algarve, com partida pelas 9h30 na FATACIL e chegada prevista dos primeiros participantes pelas 11h30 na Praça da República em Lagoa, vai realizar-se no dia 23 de fevereiro, a mesma data da 5ª e última etapa da corrida que mais estrelas internacionais atrai a Portugal, a Volta ao Algarve!

O Granfondo destina-se aos participantes em melhor condição física, capazes de aceitar um desafio exigente.  Um percurso que tem o seu início em Lagoa e que permite subir ao ponto mais alto da região, a Fóia, local emblemático da Volta ao Algarve e do ciclismo português.

O Mediofondo apresenta um percurso mais acessível, ideal para quem pretenda uma manhã de domingo tranquila, com possibilidade de terminar a sua jornada desportiva a tempo de seguir o contrarrelógio Lagoa – Lagoa que decidirá a edição deste ano da Volta ao Algarve.

Esta irá ser, para os cerca de 900 atletas participantes, uma viagem de imersão nas paisagens mais genuínas e menos conhecidas do Algarve, entre as quais, as do concelho de Lagoa.

Também no dia 23 de fevereiro, pelas 12h00, uma equipa com atletas internacionais de Patins em Linha irá fazer exatamente o mesmo percurso dos ciclistas em contrarrelógio.

Pelas 13h00, terá lugar o contrarrelógio individual com partida e chegada à FATACIL.

 

Author Avatar

About Author

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.